Prazo

Mais Médicos corre risco de perder ao menos 2 mil estrangeiros

22 Ago 2016 - 13h23
Municípios brasileiros que participam do Programa Mais Médicos correm o risco de perder pelo menos 2 mil profissionais a partir do dia 30. Daqui a uma semana, no dia 29, termina o prazo para que o Congresso Nacional aprove o projeto que converte em lei uma Medida Provisória, editada este ano, que permite a prorrogação do prazo de atuação de médicos estrangeiros no programa por mais três anos.

O prazo para aprovação do projeto é apertado. Não há garantias nem de que o texto seja aprovado na Câmara dos Deputados. O presidente, Rodrigo Maia (DEM), está fazendo um esforço concentrado às segundas e às terças-feiras para que MPs sejam votadas, mas prefere não fazer previsões. Se aprovado, o texto ainda segue para o Senado, onde a MP precisa ser apresentada e também votada, o que é outro problema. A votação final do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff começa na quarta-feira e deve monopolizar todas as atenções por até uma semana.

Caso o prazo de votação não seja atendido, automaticamente os profissionais estrangeiros que vieram para o Brasil há três anos para atuar no Mais Médicos – e não tiveram necessidade de validar o diploma obtido no exterior – perdem o direito de atender pacientes. E o número deverá aumentar a cada dia, conforme os contratos forem vencendo. A estimativa é de que, até janeiro, 7 mil profissionais (a maioria de cubanos) completem o prazo máximo de permanência no País.

 

Com informações do jornal Estado de Minas

Matérias Relacionadas

Economia

Nascidos em fevereiro podem sacar auxílio emergencial do 3º lote

Recursos são transferidos automaticamente para as contas indicadas
Nascidos em fevereiro podem sacar auxílio emergencial do 3º lote
Futebol

Fluminense será o mandante da partida final da Taça Rio

Campeão estadual pode ser conhecido nesta quarta feira, 8
Fluminense será o mandante da partida final da Taça Rio
Política

Bolsonaro faz exame de covid-19; resultado sai nesta terça

Informação foi divulgada pela Secretaria de Comunicação Social
Bolsonaro faz exame de covid-19; resultado sai nesta terça
Saúde

Brasil tem 65,4 mil mortes causadas pela covid-19

Do total de infectados, 927.292 já se recuperaram
Brasil tem 65,4 mil mortes causadas pela covid-19
Ver mais de Brasil