Julgamento

Maia marca votação de cassação de Cunha para 12 de setembro

11 Ago 2016 - 11h30
Mesmo com a pressão de adversários, a votação do processo de cassação do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) ficará para setembro, depois da votação final do processo de impeachment da presidenta afastada Dilma Rousseff. Por meio de sua assessoria, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), informou que marcou para o dia 12 de setembro a votação do processo contra Cunha no plenário da Casa.

Os deputados queriam que a votação ocorresse na próxima semana. Já os aliados de Cunha defendiam uma data mais alongada, chegando mesmo a apontar como momento mais adequado depois das eleições municipais de outubro.

Com a decisão de Maia, prevaleceu a defesa da base governista do presidente interino Michel Temer, que queria que a decisão sobre o futuro de Cunha, ex-presidente da Câmara, ocorresse depois da conclusão do processo de impeachment de Dilma Rousseff, previsto para o dia 26. Informações são da Agência Brasil.

Matérias Relacionadas

Futebol

Fluminense avança e Vasco é eliminado da Taça Rio

Apesar da má atuação a equipe de Odair Hellmann garantiu a liderança do Grupo B
Fluminense avança e Vasco é eliminado da Taça Rio
Geral

Bolsonaro vai sobrevoar regiões atingidas por ciclone

O governador de Santa Catarina Carlos Moisés confirmou que vai decretar estado de calamidade pública no estado por conta dos estragos.
Bolsonaro vai sobrevoar regiões atingidas por ciclone
Saúde

Covid-19: país tem 61,8 mil mortes e 1,49 milhão de casos confirmados

Até o momento, 852 mil pessoas se recuperaram da doença
Covid-19: país tem 61,8 mil mortes e 1,49 milhão de casos confirmados
Futebol

Flamengo e Botafogo avançam às semifinais da Taça Rio

Dupla aguarda definição dos adversários nesta quinta
Flamengo e Botafogo avançam às semifinais da Taça Rio
Ver mais de Brasil