Séculus
Jaraguá Futsal

Liga Nacional: Edição de 2016 terá mata-matas após a primeira fase

19 Nov 2015 - 14h42
A reunião do franqueados da Liga Nacional de Futsal (LNF), realizada nesta quarta-feira (18) em São Paulo, definiu, além dos clubes participantes na edição de 2016, a fórmula de disputa da principal competição do salonismo nacional.

Assim como em 2015, os times se enfrentarão entre si na primeira fase, mas em vez de 14, 16 equipes se classificarão para a fase seguinte. A principal mudança é que, da segunda fase em diante, não haverá formação de grupos, como nos anos anteriores: os 16 classificados disputarão a fase de oitavas-de-final em dois jogos (se necessário haverá prorrogação e disputa de pênaltis para a definição do classificado). A mesma metodologia será adotada nas quartas-de-final e nas semifinais. Na final poderá acontecer uma terceira partida, se houver dois empates ou vitórias alternadas. Persistindo o empate, haverá prorrogação e, até, pênaltis. O início da competição será no dia 18 de abril e o término da primeira fase no dia 31 de agosto.

Paraná com cinco equipes

Entre os clubes participantes, a principal mudança foi a inclusão do Marreco Futsal, de Francisco Beltrão, no lugar do time de Blumenau-SC. O primeiro representante do sudoeste paranaense vai alugar a franquia que pertence ao São Caetano-SP, com a possibilidade da aquisição da vaga, após o término do contrato. Outra novidade foi a aquisição de uma das franquia da Penalty pela Copagril/Marechal Cândido Rondon, o time rondonense segue na competição, agora com vaga permanente.

Com isso, o Paraná passa a ser um dos estados com o maior número de equipes na LNF (Copagril, Cascavel, Umuarama, Guarapuava e o Marreco), ao lado dos estados de São Paulo e Santa Catarina, que também têm cinco equipes cada.

 

Fonte: Clique Esporte
GNet

Matérias Relacionadas

Segurança

Zé Trovão se apresenta à Polícia Federal em Joinville

Caminhoneiro estava foragido desde agosto
Zé Trovão se apresenta à Polícia Federal em Joinville
Economia

Lunelli alcança marca histórica de R$ 1 bilhão de faturamento

Com 4,6 mil colaboradores, a Lunelli possui unidades em Santa Catarina, São Paulo, Ceará e também no Paraguai
Lunelli alcança marca histórica de R$ 1 bilhão de faturamento
Economia

Ministro diz que privatização da Petrobras ampliaria investimentos

Paulo Guedes fez declaração em evento com presidente Bolsonaro
Ministro diz que privatização da Petrobras ampliaria investimentos
Economia

Falta de material e custos impactam a indústria da construção

Situação persiste pelo quinto trimestre seguido
Falta de material e custos impactam a indústria da construção
Ver mais de Brasil