Banner Proauto
Lava-jato

Lava-Jato mira em nova área da Petrobras que pode atingir PT, PMDB e PSDB

28 Out 2016 - 12h34
Com a prisão preventiva do empresário Mariano Ferraz, detido no aeroporto de Guarulhos na quarta-feira, quando estava prestes a embarcar para Londres, a força-tarefa da Lava Jato avança sobre uma área ainda não investigada na Petrobras: o setor de compra e venda internacional de combustíveis e derivados que pode atingir, além do PT, o PMDB e o PSDB.

Segundo a Lava-Jato, o grupo internacional Trafigura, do qual Ferraz é executivo, movimentou US$ 8,6 bilhões em compras e vendas de derivados de petróleo com a Petrobrás entre 2003 e 2015.

Submetidas à Diretoria de Abastecimento da estatal, as operações foram citadas em depoimentos pelo senador cassado Delcídio Amaral e pelo ex-diretor da Petrobrás Nestor Cerveró como um "terreno fértil para ilicitudes", pois a variação dos preços poderiam gerar "margem para propina".

Segundo Cerveró, apesar de não ser uma área de "muita influência" do PT na estatal, as propinas nos negócios teriam abastecido caixa 2 da campanha de Jaques Wagner (PT) ao governo da Bahia, em 2006. As informações são da Agência Brasil

Matérias Relacionadas

Saúde

HIV: Brasil tem 694 mil pessoas em terapia antirretroviral

Só neste ano, 45 mil pessoas iniciaram o tratamento no país
HIV: Brasil tem 694 mil pessoas em terapia antirretroviral
Segurança

Família do Rio Grande do Sul que estava de mudança perde tudo após acidente em Jaraguá

A família iria começar uma empresa de higienização na cidade e estava de mudança para o bairro Três Rios do Norte.
Família do Rio Grande do Sul que estava de mudança perde tudo após acidente em Jaraguá
Esportes

Justiça determina realização de novas eleições para a CBF

Nova assembleia deverá ser feita em 30 dias
Justiça determina realização de novas eleições para a CBF
Geral

Caso da Boate Kiss vai a júri oito anos após tragédia

Incêndio em Santa Maria (RS) matou 242 pessoas e deixou 636 feridas
Caso da Boate Kiss vai a júri oito anos após tragédia
Ver mais de Brasil