Imobiliária Coralli
Emprego

Jovens querem mudar de emprego em 5 anos

15 Set 2016 - 13h18
A maior parte dos jovens brasileiros quer mudar de emprego nos próximos cinco anos. Segundo pesquisa realizada pela Mind Miners e pelo CIP (Centro de Inteligência Padrão) com os chamados millennials, jovens nascidos entre 1985 e 1999, 49% dos entrevistados indicam que pretendem trocar de emprego em até dois anos, e outros 21%, entre 2 e 5 anos. Apenas 10% indicaram que jamais deixariam seu trabalho atual.

Dos participantes que planejam mudar de emprego, 51% pretendem seguir pelo ramo do empreendedorismo e negócio próprio. Por outro lado, 39% preferem atuar em empresas de tecnologias e 38% visam grandes corporações.

Essa geração também tem como foco corrigir desigualdades. Segundo a pesquisa, apresentada nesta quarta-feira no Conarec (Congresso Nacional das Relações Empresa-Cliente), em São Paulo, 85% concordam que as empresas são importantes para a sociedade, mas 34% discordam da ideia de que atuam de forma ética, principalmente por acharem que seu único interesse seja maximizar lucros.

Ao mesmo tempo, 64,9% consideram o salário a condição de primeira importância no processo de escolha de empresa, seguido por oportunidade de carreira ( 37,6%).

 

As informações são do

Metro Jornal

Matérias Relacionadas

Economia

Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira prêmio de R$ 45 milhões

O volante, com seis dezenas marcadas, custa R$ 4,50.
Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira prêmio de R$ 45 milhões
Economia

Procura das empresas por crédito tem queda de 3,3% em setembro

É o terceiro mês consecutivo de queda
Procura das empresas por crédito tem queda de 3,3% em setembro
Saúde

Termina oficialmente na sexta-feira a campanha vacinação

Crianças de 1 a menos de cinco anos devem ser imunizadas contra a pólio; menores de 15 anos recebem a multivacinação
Termina oficialmente na sexta-feira a campanha vacinação
Geral

CNJ quer estimular leitura e esporte para ressocializar presos

Proposta contempla redução da pena de presos já condenados
CNJ quer estimular leitura e esporte para ressocializar presos
Ver mais de Brasil