Eleições 2020
Inflação

Inflação desacelera com queda nos preços dos laticinios

23 Set 2016 - 13h25
A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC-S) perdeu força por mais uma semana porque o os laticínios ficaram mais baratos. De uma alta de 0,27% na segunda prévia de setembro, a variação recuou para 0,18% na seguinte, segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV).

Entre os grupos analisados pela pesquisa, a maior contribuição partiu do grupo alimentação, cuja alta diminuiu de 0,44% para 0,11%.

Também registraram decréscimo em suas taxas de variação os grupos educação, leitura e recreação (de 0,72% para 0,39%), transportes (de 0,04% para 0,02%), saúde e cuidados pessoais (de 0,39% para 0,37%) e despesas diversas (de -0,22% para -0,28%).

Na contramão, subiram os preços de habitação (de 0,21% para 0,27%), vestuário (de 0,05% para 0,33%) e comunicação (de -0,01% para 0,01%).

Veja a variação de preços de alguns itens:
Tarifa de eletricidade residencial (de -0,29% para 0,01%)
Roupas (de 0,10% para 0,32%)
Tarifa de telefone residencial (de -0,09% para 0,09%)
Show musical (de 6,04% para 1,10%)
Etanol (de -0,50% para -0,60%)
Artigos de higiene e cuidado pessoal (de -0,09% para -0,23%)
Cigarros (de -0,55% para -0,77%),
Laticínios (de -0,21% para -1,86%)

 

As informações são do

Site G1

Matérias Relacionadas

Economia

Confiança do comércio volta ao patamar de otimismo após 6 meses

No comparativo anual, a queda foi de 15,1%
Confiança do comércio volta ao patamar de otimismo após 6 meses
Política

Bolsonaro faz mudança em cargos do gabinete pessoal e Secretaria-Geral

Decretos foram publicados hoje no Diário Oficial
Bolsonaro faz mudança em cargos do gabinete pessoal e Secretaria-Geral
Economia

BC aprova 762 instituições para ofertar o Pix a partir de novembro

Bancos, financeiras, fintechs poderão oferecer novo sistema
BC aprova 762 instituições para ofertar o Pix a partir de novembro
Economia

Caixa libera saques do auxílio para 3,8 milhões de beneficiários

Também foi liberada parcela para beneficiários do Bolsa Família
Caixa libera saques do auxílio para 3,8 milhões de beneficiários
Ver mais de Brasil