Imobiliária Coralli
Inflação

Inflação acelera em julho e sobe 0,52%

10 Ago 2016 - 12h46
A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fechou julho com alta de 0,52%, ante uma variação de 0,35% em junho, informou hoje o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O resultado ficou dentro do intervalo das estimativas dos analistas ouvidos pelo Projeções Broadcast, que iam de uma taxa de 0,32% a 0,60%, com mediana de 0,45%.

A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fechou julho com alta de 0,52%, ante uma variação de 0,35% em junho, informou hoje o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O resultado ficou dentro do intervalo das estimativas dos analistas ouvidos pelo Projeções Broadcast, que iam de uma taxa de 0,32% a 0,60%, com mediana de 0,45%.

A taxa acumulada no ano foi de 4,96%. Em 12 meses, o resultado ficou em 8,74%, ainda muito acima do teto da meta estipulada pelo governo, de 6,5%. A taxa veio acima do teto do intervalo das estimativas, captadas pelo Projeções Broadcast (de 8,52% a 8,70%).

Com 65% de participação no IPCA do mês, o grupo Alimentação e Bebidas registrou a mais elevada variação para os meses de julho desde 2000, quando a alta atingiu 1,78%.  Em julho, a liderança no ranking das principais contribuições individuais foi para o leite, cujos preços aumentaram 17,58%. Em quatro das treze regiões pesquisadas, o litro do leite chegou a apresentar alta superior a 20%: Belo Horizonte (23,02%), Rio de Janeiro (22,47%), Brasília (21,76%) e Vitória (21,76%).

O feijão-carioca veio na 2a colocação, com alta de 32,42%. O feijão-preto também subiu, passando a custar, em média, 41,59% a mais, enquanto o mulatinho ficou 18,89% mais caro e o fradinho, 14,72%.

Matérias Relacionadas

Eleições 2020

Tire suas dúvidas sobre as eleições municipais

Na microrregião, mais de 181,9 mil eleitores devem ir urnas neste ano.
Tire suas dúvidas sobre as eleições municipais
Economia

Confaz divulga nova tabela de preços médios de combustíveis

Decisão saiu no Diário Oficial de hoje
Confaz divulga nova tabela de preços médios de combustíveis
Economia

Confiança do comércio recua 3,8 pontos em outubro, diz FGV

Indicador passou para 95,8 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos
Confiança do comércio recua 3,8 pontos em outubro, diz FGV
Economia

Mercado financeiro eleva projeção da inflação para 2,99%

Produto Interno Bruto (PIB) deve crescer 3,42% em 2021
Mercado financeiro eleva projeção da inflação para 2,99%
Ver mais de Brasil