GNet
Futebol

Homenagem à Chapecoense no Couto Pereira tem misto de fé e festa entre rivais

08 Dez 2016 - 14h16
Porém, o que restou a curitibanos foi dar à Chapecoense uma homenagem, assim como a organizada pelos colombianos há uma semana, no estádio Atanásio Girardot. Na noite desta quarta-feira, a capital paranaense sediou mais um momento histórico em solidariedade às vítimas da tragédia que assolou a delegação do clube catarinense com uma bela homenagem às 71 vítimas, dentre elas 19 jogadores da Chapecoense.

Do lado de fora, torcedores dos três grandes rivais da cidade, Coritiba, Atlético Paranaense e Paraná Clube, festejavam e juntavam-se num único coro. Torcidas organizadas do estado, que já protagonizaram cenas de barbaridade e violência, ficaram lado a lado.

No fim das contas, o Couto Pereira teve de fechar os portões para evitar uma superlotação, e 30 mil pessoas acompanharam a cerimônia.

As homenagens começaram com um culto ecumênico. O reverendo Antonio Jairo, com belas palavras, agradeceu ao povo colombiano e exaltou o Atlético Nacional.

"São verdadeiros libertadores da América, pois libertaram a fraternidade latente entre países vizinhos. E deram a liberdade de ninguém ter ganância na disputa do vencer, servindo e amando de coração sincero".

Outro momento emblemático aconteceu em seguida. O Padre João Maria inflamou os espectadores nas arquibancadas, pediu barulho e foi atendido. De pronto, o estádio explodiu com gritos pela Chapecoense, sinalizadores e uma festa inesquecível.

"É o grito que chega até os céus", disse o religioso. Foi o ápice da festa.

A homenagem terminou com um minuto de silêncio e uma salva de 71 tiros em homenagem aos mortos. Depois, o Couto Pereira explodiu de vez, com mais sinalizadores verdes e um 'vamo vamo Chape' entoando pelo Alto da Glória.

Fonte: UOL.
GNet

Matérias Relacionadas

Economia

SC demanda R$ 18,5 bilhões até 2025 para obras de infraestrutura de transportes

O presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar, disse que Santa Catarina precisa de um planejamento integrado e sistêmico da macrologística para o curto, médio e longo prazos
SC demanda R$ 18,5 bilhões até 2025 para obras de infraestrutura de transportes
Economia

Multinacional catarinense, Bold encerra 2021 com abertura de novas filiais

Como resultado de ações estratégicas, a empresa registra um crescimento próximo aos 40%, em 2021
Multinacional catarinense, Bold encerra 2021 com abertura de novas filiais
Política

Barroso pede manifestação do governo sobre passaporte da vacina

Ação quer tornar obrigatória adoção de recomendações da Anvisa
Barroso pede manifestação do governo sobre passaporte da vacina
Economia

Após fala de Bolsonaro, Petrobras afirma que não há decisão sobre ajustes nos preços de combustíveis

Petrobras publicou uma nota nesta segunda-feira (6)
Após fala de Bolsonaro, Petrobras afirma que não há decisão sobre ajustes nos preços de combustíveis
Ver mais de Brasil