dengue
Brasil

Holanda faz 3 a 0 em casa e Alemanha segue sem vencer na Liga das Nações

13 Out 2018 - 20h54
Em processo de renovação, a seleção da Holanda derrotou a Alemanha por 3 a 0, neste sábado, em rodada do Grupo 1 da Liga das Nações. Jogando em casa, na Johan Cruijff Arena, em Amsterdã, o time holandês foi melhor ao longo de toda a partida e complicou a situação dos campeões mundiais de 2014 no novo torneio.

Em seu segundo jogo na nova competição organizada pela Uefa, a Alemanha segue sem vencer. Na rodada de abertura da Liga A do torneio, os alemães empataram sem gols com a França. Com apenas um ponto, o time comandado pelo técnico Joachim Löw vai precisar vencer seus dois jogos restantes na chave para ter chances de classificação.

Pelo formato da Liga das Nações, somente o primeiro colocado de cada um dos quatro grupos avançam às semifinais, que serão disputadas no meio do próximo ano. A França, próximo rival da Alemanha, lidera com quatro pontos. A Holanda agora soma três.

Tomando a iniciativa da partida, a Holanda controlou o jogo desde o início e deu poucas chances aos alemães, que também passam por um processo de renovação após a decepção na Copa do Mundo - foram eliminados logo na fase de grupos em solo russo.

O primeiro gol saiu aos 29 minutos. Após cobrança de escanteio na área, Ryan Babel dividiu no alto com a zaga, de cabeça, e mandou no travessão. No rebote, o zagueiro e capitão Virgil van Dijk completou, também de cabeça, para as redes com facilidade.

A Alemanha tentou responder aos 37. Porém, Müller desperdiçou grande chance ao receber pela direita e, sem sofrer marcação mais forte, bateu para fora, à esquerda do goleiro.

No segundo tempo, o duelo se tornou mais equilibrado. Mas a Holanda eram quem chegava com maior perigo ao ataque. O segundo gol acabou saindo somente aos 42 minutos, com Memphis Depay. E, já nos acréscimos, Wijnaldum selou a vitória ao disparar pela intermediária, passar por dois marcadores, deixar Boateng no chão e bater para as redes.

OUTROS RESULTADOS - Pela Liga B, a República Checa bateu a Eslováquia por 2 a 1, com gols de Michael Krmencik e Patrik Schick. Marek Hamsik descontou para os eslovacos, que jogaram em casa. Foi o primeiro triunfo dos checos na competição. Agora eles ocupam a segunda colocação do Grupo 1. Pela chave 4, a Dinamarca sustentou a ponta apesar do empate sem gols com a Irlanda, fora de casa.

Pela Liga C, dois jogos movimentaram o Grupo 3. A Noruega bateu a Eslovênia por 1 a 0, em casa, enquanto a Bulgária superou o Chipre por 2 a 1, diante de sua torcida. Os búlgaros lideram com nove pontos, seguido dos noruegueses, com seis.

Pela Liga D, o Grupo 1 teve a vitória da Geórgia sobre Andorra por 3 a 0 e o empate por 1 a 1 entre Letônia e Casaquistão. No Grupo 4, Gibraltar obteve feito histórico ao conquistar sua primeira vitória numa competição oficial. O resultado aconteceu no triunfo sobre a Armênia por 1 a 0, fora de casa. O gol histórico foi marcado por Joseph Chipolina, em cobrança de pênalti.

A seleção de Gibraltar, pequeno país com população de 30 mil habitantes, vinha de 22 derrotas consecutivas em jogos oficiais. Pela mesma chave, a Macedônia goleou Liechtenstein por 4 a 1, em casa.

Matérias Relacionadas

Saúde

Santa Catarina realiza cirurgia inédita para tratar condição congênita rara em bebê de três meses

O procedimento inédito traqueoplastia por deslizamento foi realizado em um bebê de três meses, no Hospital Infantil Joana de Gusmão (HIJG)
Santa Catarina realiza cirurgia inédita para tratar condição congênita rara em bebê de três meses
Saúde

Brasil se aproxima de 6 milhões de casos e 4 mil mortes por dengue

Números são divulgados pelo Ministério da Saúde
Brasil se aproxima de 6 milhões de casos e 4 mil mortes por dengue
Política

Partidos vão receber R$ 4,9 bi para campanha nas eleições municipais

PL e PT são as legendas com maior volume de recursos
Partidos vão receber R$ 4,9 bi para campanha nas eleições municipais
Geral

Enchentes paralisaram 63% das indústrias gaúchas, revela pesquisa

Apesar dos impactos, 64,2% das empresas vão manter local de sedes
Enchentes paralisaram 63% das indústrias gaúchas, revela pesquisa
Ver mais de Brasil