Premix Concreto
Futebol

Gremistas empatam com a Raposa e vão buscar o penta na Copa do BR

03 Nov 2016 - 13h55
O jogo foi de bom nível e leal (nenhum cartão), mas com tensão entre os dois treinadores. Renato Gaúcho e Mano Menezes discutiram em vários lances nos dois tempos. E o cruzeirense reclamou demais de lances que considerava que eram cera dos gaúchos. Já Renato, nos minutos finais contou com o apoio familiar da filha Carol Portaluppi, que ficou no banco tirtando fotos e abraçou o pai coruja após o apito do juiz.

Esta será a oitava final de Copa do Brasil do Grêmio, campeão em 1989, 1994, 1997 e 2001 e vice nos anos de 1991, 1993 e 1995. Nenhum time decidiu mais esta competição do que os gremistas.

O Cruzeiro entrou com uma escalação surpreendente, já que precisava da vitória mas entrou com os atacantes Rafael Sobis e Ábila no banco. Já o Grêmio contava com a volta de Maicon - recuperado da tendinite - no setor de armação e começou muito melhor postado em campo, comandando as ações, nem parecia que era ele que tinha grande vantagem. Douglas centralizava as jogadas e dava boas assistências. Faltava apenas arrematar mais a gol. O Cruzeiro, mesmo chegando bem menos, ao menos arriscou chutes a gol, como um de Robinho que obrigou o goleiro Marcelo Grohe a fazer boa defesa, um belo chute de Ariel Cabral que bateu no travessão e uma falta de Willian que passou raspando.

No segundo tempo o Cruzeiro buscando o ataque, deixando espaços. E um ótimo contra-ataque puxado por Pedro Rocha que tocou para Luan, recebeu na frente, dentro da área, tirou a marcação e chutou para defesa fantástica do goleiro Rafael.

Na reta final, Sóbis e Ábila entraram no Cruzeiro, mas nada de gol ou de lances de perigo para o Cruzeiro. Já o Grêmio reclamou da não marcação de um pênalti de Bruno Rodrigo em cima de Luan e da marcasção de impedimento num gol de Luan aos 43. O atacante estava na mesma linha da zaga. Mas os erros não comprometeram a classificação.

Ônibus apedrejado

O fato lamentável da noite: ao chegar na Arena do Grêmio, o ônibus que levava a delegação do Cruzeiro foi apedrejado. O vidro à esquerda do motorista foi estilhaçado. A direção do Cruzeiro fez boletim de ocorrência relatando a agressão.

PRÓXIMOS JOGOS

O Grêmio volta a atuar na próxima segunda-feira, quando receberá o Sport, às 20h, novamente atuando na Arena, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. Já o Cruzeiro, um dia antes, receberá o Fluminense. O duelo será às 17h, no Mineirão.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO 0 X 0 CRUZEIRO

SEMIFINAL DA COPA DO BRASIL - JOGO DE VOLTA

ESTÁDIO: Arena do Grêmio, Porto Alegre (RS)

DATA-HORA: 2/11/2016 - 21h45 (de Brasília)

ÁRBITRO: Thiago Duarte (SP)

AUXILIARES: Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (Fifa-SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (SP)

PÚBLICO/RENDA: 47.687 pagantes/ R$ 1.708.865,00

CARTÕES AMARELOS: Não houve

CARTÕES VERMELHOS: Não houve

GOL: -

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edílson, Pedro Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Walace, Maicon, Ramiro (Jailson, 28'/2ºT), Pedro Rocha (Éverton, 12'/2ºT) e Douglas (Rafael Thyere, 46'/2ºT); Luan - TÉCNICO: Renato Portaluppi.

CRUZEIRO: Rafael, Lucas Romero, Léo, Bruno Rodrigo e Edimar; Henrique, Ariel Cabral, Robinho (Ábila, 21'/2ºT) e De Arrascaeta (Rafael Sóbis, 14'/2ºT) ; Alisson e Willian (Alex, 29'/2ºT) - TÉCNICO: Mano Menezes

Matérias Relacionadas

Economia

Sicredi é destaque em 13 categorias do anuário Melhores & Maiores 2020

Instituição figura em posições relevantes do guia pelo nono ano consecutiv
Economia

Primeira parcela do 13º salário deve ser paga até hoje

Por causa da pandemia de covid-19, o décimo terceiro dos aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) foi antecipado
Primeira parcela do 13º salário deve ser paga até hoje
Eleições 2020

Barroso diz que abstenção de eleitores foi maior que o desejável

Abstenção dos eleitores no segundo turno foi de 29,50%
Barroso diz que abstenção de eleitores foi maior que o desejável
Economia

Santa Catarina gera mais de 32 mil empregos, melhor outubro da história

No acumulado do ano, Santa Catarina apresenta o melhor desempenho entre todos os estados, com um saldo de 35.210 carteiras assinadas.
Santa Catarina gera mais de 32 mil empregos, melhor outubro da história
Ver mais de Brasil