Brasil

Governo federal digitalizou 315 serviços em 2019

Conteúdo está reunido no portal único federal

25 Ago 2019 - 15h00Por Da Redação
Governo federal digitalizou 315 serviços em 2019 - Crédito: Valter Campanato/Agência Brasil Crédito: Valter Campanato/Agência Brasil

O governo federal apresentou hoje (22), de forma oficial, o portal único federal, o GOV.BR, que deverá abrigar todos os sitesde órgãos públicos federais até o final do ano que vem. Entre as novidades da nova plataforma está a oferta de 315 serviços públicos completamente digitalizados, como pedidos de aposentadoria, salário-maternidade, carteira digital de trânsito, entre outros. Batizada de Dia D da Transformação Digital, a cerimônia, realizada no Palácio do Planalto, contou com a participação do presidente da República, Jair Bolsonaro, do vice, Hamilton Mourão, além de ministros a parlamentares.

"O Brasil é o quarto país em conexão à internet, são mais de 140 milhões de pessoas utilizando a internet. Estão sendo passados para um único portal cerca de 1,6 mil portais governamentais, estão sendo todos colocados no portal GOV.BR", destacou o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos.

"É uma plataforma que vai reunir produtos e informações de serviços do governo, tudo num único clique, e, de forma fácil, transparente, intuitiva, a população vai ter acesso direto aos serviços", afirmou o ministro da Secretaria Geral da Presidência, Jorge Oliveira.

A unificação de canais também vai englobar os aplicativos móveis, segundo o governo. Em junho deste ano foi criada a conta única gov.br, na loja Google Play, que já conta com 41 aplicativos migrados, entre eles o Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública (Sinesp Cidadão) e o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Entre os serviços digitalizados destacam-se os do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), como o simulador de aposentadoria e até a requisição do benefício. De acordo com o presidente da autarquia, Renato Vieira, 90 dos 96 serviços disponibilizados ao cidadão pelo órgão já foram digitalizados.

"Todos os serviços que não exigem a presença física foram transformados em digitais. Em outras palavras, o cidadão tem mais conforto e comodidade, ele não precisa ir à agência do INSS, embora ela ainda esteja lá. A prova de que o cidadão abraçou e entendeu o INSS Digital é que agora, em agosto, 80% de todos os requerimentos feitos ao INSS já foram de forma digital, pelo telefone, internet e aplicativo de celular. Apenas 20% dos segurados que fizeram algum pedido ao INSS no mês de agosto optaram por ir a uma agência", disse Vieira.

A expectativa do governo é que, após a migração de todos os sites do governo federal para o portal único, cerca de mil serviços públicos federais estejam disponíveis na internet.

Fonte: Agência Brasil


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região? CLIQUE AQUI e receba direto no seu WhatsApp!

Matérias Relacionadas

Segurança

Ex-secretário da Casa Civil e advogado são presos na segunda fase da operação Oxigênio

Operação investiga a compra de 200 respiradores pulmonares pela Secretaria de Estado da Saúde ao custo de R$ 33 milhões pagos de forma antecipada
Ex-secretário da Casa Civil e advogado são presos na segunda fase da operação Oxigênio
Economia

Bolsonaro confirma mais duas parcelas do auxílio emergencial

Valor será menor do que os atuais R$ 600
Bolsonaro confirma mais duas parcelas do auxílio emergencial
Saúde

Covid-19: Brasil tem 614.941 casos; total de mortes chega a 34.021

De acordo com o Ministério da Saúde, 254.963 pessoas foram recuperadas
Covid-19: Brasil tem 614.941 casos; total de mortes chega a 34.021
Economia

Caixa libera saque da 2ª parcela de auxílio para nascidos em maio

Mais de 50 bancos participam da operação de pagamento
Caixa libera saque da 2ª parcela de auxílio para nascidos em maio
Ver mais de Brasil