duas rodas aniversário jaraguá
caragua mobile
Governo

Governo do RS decreta calamidade financeira na administração pública

22 Nov 2016 - 12h29
O governo do Rio Grande do Sul decretou calamidade financeira na administração pública estadual, conforme publicado nesta terça-feira (22) no Diário Oficial do estado. Na segunda (21), foi anunciado o pacote de medidas para conter a crise.

De acordo com o decreto, secretários e dirigentes de órgãos e entidades da administração pública estadual, sob coordenação da Secretaria da Casa Civil, podem adotar medidas “excepcionais necessárias à racionalização de todos os serviços públicos”, com exceção dos serviços considerados essenciais.

Não há explicação de quais seriam essas medidas e nem de como elas seriam aplicadas. O G1 tenta contato com o governo.

As justificativas apresentadas no decreto são os efeitos da crise econômica na capacidade de financiamento do setor público, bem como a queda na arrecadação, aumento dos gastos com pessoal e a necessidade de manter a prestação de serviços públicos essenciais para a Segurança, Saúde e Educação. As informações são do G1
caragua mobile

Matérias Relacionadas

Saúde

Santa Catarina confirma investigação de morte por febre do maruim 

O registro foi identificado no Paraná e o paciente morreu em abril deste ano
Santa Catarina confirma investigação de morte por febre do maruim 
Esportes

Pelé realmente pode ser comparado com outros jogadores?

Ao longo da história, ele já foi comparado a Di Stéfano, Cruyff, Maradona e, mais recentemente, Lionel Messi. Para muitos, aliás, o argentino, após a conquista da Copa do Mundo de 2022, provou ser o melhor de todos os tempos
Economia

SC responde por 11% do crédito aprovado pelo BNDES no primeiro trimestre

Aprovações de financiamentos chegam a R$ 2,8 bilhões de janeiro a março, incremento de 167,5% frente a igual período de 2023
SC responde por 11% do crédito aprovado pelo BNDES no primeiro trimestre
Economia

Mercado aumenta previsão da inflação de 4% para 4,05% em 2024

Projeção de expansão da economia é de 2,15% este ano, diz BC
Mercado aumenta previsão da inflação de 4% para 4,05% em 2024
Ver mais de Brasil