Eleições 2020
Economia

Governo arrecada muito, diz pesquisa

13 Jul 2016 - 12h37
Oito em cada dez brasileiros acreditam que o governo já arrecada muito e que não é preciso aumentar os impostos para melhorar os serviços públicos, diz pesquisa Ibope feita por encomenda da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e divulgada nesta terça-feira (12).

De acordo com a CNI, foram ouvidas 2.002 pessoas em 143 municípios entre os dias 17 e 20 de março.

Na sexta (8), após encontro com o presidente em exercício, Michel Temer, o presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, defendeu que o governo adote "medidas duras" para a economia, mas disse ser contra o aumento de impostos para reequilíbrio das contas públicas.

Ineficiência
Segundo a pesquisa, 70% dos entrevistados avaliaram que a baixa qualidade dos serviços públicos é mais consequência do mau uso dos recursos públicos do que da falta de dinheiro.

Com base na pesquisa, a CNI informou ainda que nove em cada dez brasileiros concordam que, considerando o valor dos impostos, a qualidade dos serviços públicos deveria ser melhor no Brasil.

"O percentual que considera os impostos no Brasil muito elevados passou de 44% em 2010 para 65% em 2016, e os que consideram que os impostos vem aumentando muito passaram de 43% em 2010 para 83% em 2016", informou a entidade.

 

 

Fonte - G1 Brasília

Matérias Relacionadas

Esportes

Jaraguá e Tubarão empatam no clássico catarinense

Empate mantém a equipe do Tubarão na liderança do Grupo C, enquanto o Jaraguá sobe para o quinto lugar.
Jaraguá e Tubarão empatam no clássico catarinense
Educação

Correios e MEC preparam a entrega de 197 milhões de livros didáticos

Serão entregues 197 milhões de livros em municípios de todo o país
Correios e MEC preparam a entrega de 197 milhões de livros didáticos
Geral

Huawei avança em energia solar no Brasil e mira em baterias

A empresa é alvo de polêmicas relacionadas à tecnologia 5G
Huawei avança em energia solar no Brasil e mira em baterias
Economia

IBGE: número de desempregados chega a 13,5 milhões em setembro

Aumento foi de 4,3% no mês e de 33,1% desde maio, mostra pesquisa
IBGE: número de desempregados chega a 13,5 milhões em setembro
Ver mais de Brasil