Unimed - Capa
Impeachement

Fatiamento: crítica de Gilmar a Lewandowski abre crise no Supremo

20 Set 2016 - 12h19
A crítica do ministro Gilmar Mendes ao comportamento do ministro Ricardo Lewandowski na questão do fatiamento do impeachment de Dilma Rousseff, ocorrido em agosto, abriu uma crise no STF (Supremo Tribunal Federal).

O desabafo de Gilmar, que preside o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), pode levar o STF a rever o acordo tácito de não deliberar sobre o fatiamento para não desautorizar Lewandowski, ainda que os ministros critiquem a medida.

Lewandowski, por sua vez, se queixou a colegas das declarações de Gilmar, para quem “cada um faz de sua biografia o que quiser”.

Gilmar já havia chamado de “bizarro” o fatiamento, defendendo que a Constituição vincula o impeachment à perda de direitos políticos por oito anos. Além dele, o ministro Celso de Mello, decano do STF, já havia criticado publicamente a medida envolvendo o futuro de Dilma Rousseff.

No aspecto geral, os ministros concordam que o STF não seria instância de recurso do processo, até porque é órgão julgador e não “consultivo”.

 

As informações são do

Metro Jornal

Matérias Relacionadas

Economia

Santa Catarina gera mais de 32 mil empregos, melhor outubro da história

No acumulado do ano, Santa Catarina apresenta o melhor desempenho entre todos os estados, com um saldo de 35.210 carteiras assinadas.
Santa Catarina gera mais de 32 mil empregos, melhor outubro da história
Geral

IBGE: esperança de vida do brasileiro aumentou 31,1 anos desde 1940

A expectativa de vida do homem é de 73,1 anos e a da mulher de 80,1
IBGE: esperança de vida do brasileiro aumentou 31,1 anos desde 1940
Geral

Covid-19: ANTT define novas medidas para o transporte interestadual

Resoluções valem apenas para o transporte rodoviário
Saúde

Hemocentros se unem em campanha no Dia Nacional do Doador de Sangue

Pandemia reduziu doações em 50% em algumas regiões
Hemocentros se unem em campanha no Dia Nacional do Doador de Sangue
Ver mais de Brasil