Caraguá
Atletismo

Fabiana Murer confirma o fim de sua trajetória e se tornará dirigente

25 Ago 2016 - 15h55
- Eu não compito mais. A Olimpíada foi a minha última competição. Acho que não salto mais. Eu consegui desenvolver uma prova que não tinha tradição nenhuma no Brasil. E agora o mundo sabe que é uma prova forte no Brasil.

Durante a entrevista coletiva, Fabiana não escondeu sua frustração por ficar longe da chance de estar na final dos Jogos Olímpicos:

- Eu saí chateada por não estar na final, mas foi um misto de emoções muito grande, porque eu sabia que era a última Olimpíada da minha carreira e sou feliz por tudo que fiz e conquistei nestes anos todos de trabalho e muita dedicação

Porém, a decisão não significará sua saída de cena do esporte. A atleta de 35 anos se tornará dirigente do São Caetano, onde será responsável pela relação do clube com federações e a Confederação Brasileira de Atletismo (CBaT):

- Fico muito feliz de continuar no clube por mais alguns anos contribuindo. O esporte mudou minha vida. Eu nem sabia que o salto com vara fazia parte do atletismo quando eu entrei bem pequena. Era uma prova que não era nada conhecida no Brasil. Quando eu entrei, o (técnico) Elson (Miranda) me pegou para fazer o salto com vara e foi a oportunidade de eu conhecer uma prova diferente.

 

Matérias Relacionadas

Geral

Prazo para prova de vida de servidores aposentados acaba dia 30

Comprovação deve ser feita no banco onde beneficiário recebe dinheiro
Prazo para prova de vida de servidores aposentados acaba dia 30
Educação

UniSociesc amplia portfólio de pós-graduação de seis meses

A partir de agora serão ofertados 32 cursos lato sensu nesta modalidade em oito áreas do conhecimento
UniSociesc amplia portfólio de pós-graduação de seis meses
Saúde

Campanha foca em conversa com família para aumentar doação de órgãos

Em 2020, recusa à doação de órgãos por parentes ficou em 37,8%
Campanha foca em conversa com família para aumentar doação de órgãos
Política

Empresário Luciano Hang deve depor na CPI da Covid

Em comunicado, o empresário afirmou que desde o princípio defendeu que era preciso cuidar da saúde sem descuidar da economia
Empresário Luciano Hang deve depor na CPI da Covid
Ver mais de Brasil