Caraguá
Lula

Ex-procuradores-gerais da República são ouvidos em ação sobre triplex

02 Mar 2017 - 12h00
Ex-procuradores-gerais da República são ouvidos em ação sobre triplex -
Dois ex-procuradores-gerais da República serão ouvidos, nesta quinta-feira (2), como testemunhas de defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na ação penal da Lava Jato que envolve o caso do triplex em Guarujá, no litoral de São Paulo.

Cláudio Lemos Fonteles, que foi procurador-geral da Repúlica entre 2003 e 2005, e Antonio Fernando de Souza, que ocupou a função entre 2005 e 2009, serão ouvidos pelo juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas ações da Lava Jato em primeira instância. Ambos foram indicados para a Procuradoria-Geral da República (PGR) pelo ex-presidente Lula.

Além dos ex-procuradores-gerais também será ouvido Claudio Soares Rocha, que foi diretor de documentação histórica do gabinete pessoal da presidente Dilma Rousseff. Ele foi arrolado pela defesa do presidente do Instituto Lula Paulo Okamotto.

O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva e outras seis pessoas são rés nesse processo.

A esposa de Lula, Marisa Letícia, que morreu em 3 de fevereiro, também era ré nesta ação penal. A defesa da ex-primeira-dama pediu a absolvisão sumária dela nos dois processos aos quais ela respondia na Lava Jato.

 

G1

Matérias Relacionadas

Economia

Petrobras é responsável por 34% do total do preço da gasolina

Não há mudança na política de preços da empresa, diz presidente
Petrobras é responsável por 34% do total do preço da gasolina
Geral

Prazo para prova de vida de servidores aposentados acaba dia 30

Comprovação deve ser feita no banco onde beneficiário recebe dinheiro
Prazo para prova de vida de servidores aposentados acaba dia 30
Educação

UniSociesc amplia portfólio de pós-graduação de seis meses

A partir de agora serão ofertados 32 cursos lato sensu nesta modalidade em oito áreas do conhecimento
UniSociesc amplia portfólio de pós-graduação de seis meses
Saúde

Campanha foca em conversa com família para aumentar doação de órgãos

Em 2020, recusa à doação de órgãos por parentes ficou em 37,8%
Campanha foca em conversa com família para aumentar doação de órgãos
Ver mais de Brasil