Covid - 19
Petrobrás

Ex-diretores da Petrobras pedem desbloqueio de bens ao Supremo

12 Jul 2016 - 11h19
Os ex-diretores da Petrobras Almir Barbassa e Guilherme Estrella recorreram ontem (11) ao Supremo Tribunal Federal (STF) para derrubar decisão do Tribunal de Contas da União (TCU) que determinou o bloqueio dos bens de ambos. Devido ao período do recesso de julho na Corte, os pedidos são avaliados pelo presidente do tribunal, Ricardo Lewandowski.

Em 2014, o TCU aprovou relatório que investiga irregularidades na compra da Refinaria de Pasadena, no Texas (Estados Unidos), pela Petrobras, e determinou que ex-diretores da estatal devolvessem US$ 580,4 milhões. Entre esses diretores estão Barbassa e Estrela, então diretores financeiro e de Exploração, respectivamente. Na decisão, o tribunal determinou a indisponibilidade de bens dos acusados para garantir ressarcimento ao erário.

Na petição, Barbassa informa que está aposentado e pede liberação do saldo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para pagar a dívida de seu apartamento, estimada em R$ 794 mil, e a liberação de suas economias depositadas no Banco do Brasil. No caso de Estrella, os advogados pediram a anulação da decisão do TCU ou a liberação de R$ 6 mil mensais “para honrar seus compromissos” e manter o sustento da família.

Em 2006, a Petrobras comprou 50% da Refinaria de Pasadena, por US$ 360 milhões. Por causa das cláusulas do contrato, a estatal foi obrigada a comprar toda a unidade, o que resultou em um gasto total de US$ 1,18 bilhão. Na época, a compra foi aprovada por unanimidade pelo Conselho de Administração da Petrobras.

 

 

Fonte: Agência Brasil

Matérias Relacionadas

Geral

Guedes diz que Brasil precisa de apoio para preservação ambiental

Ministro destaca compromisso com soberania da Amazônia
Guedes diz que Brasil precisa de apoio para preservação ambiental
Economia

Setor de segurança tem alta de 40% na busca por tecnologia inteligente

Busca por portaria remota cresceu 20%, revela pesquisa
Setor de segurança tem alta de 40% na busca por tecnologia inteligente
Política

Fiocruz e dois hospitais devem criar protocolos para eleições, diz TSE

A medida se deve a pandemia do novo coronavírus
Fiocruz e dois hospitais devem criar protocolos para eleições, diz TSE
Economia

Mercado financeiro projeta queda de 6,1% na economia neste ano

A informação foi divulgada hoje pelo Banco Central
Mercado financeiro projeta queda de 6,1% na economia neste ano
Ver mais de Brasil