Covid - 19
Lava-jato

Eduardo Cunha chama Temer e Lula como testemunhas de defesa

03 Nov 2016 - 09h00
O ex-presidente da Câmara e deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) chamou o presidente Michel Temer (PMDB), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o ex-ministro Henrique Alves (PMDB-RN), além de outras figuras públicas, como testemunhas de defesa no processo que responde no âmbito da Operação Lava Jato em Curitiba.

Preso, em 9 de outubro, Cunha é acusado de receber propina de contrato de exploração dePetróleo no Benin, na África, e de usar contas na Suíça para lavar o dinheiro.

Veja a lista de testemunhas
Michel Miguel Elias Temer Lulia
Felipe Bernardi Capistrano Diniz
Henrique Eduardo Lyra Alves
Antônio Eustáquio Andrade Ferreira
Mauro Ribeiro Lopes
Leonardo Lemos Barros Quintão
José Saraiva Felipe
João Lúcio Magalhães Bifano
Nelson Tadeu Filipelli
Benício Schettini Frazão
Pedro Augusto Cortes Xavier Bastos
Sócrates José Fernandes Marques da Silva
Delcídio do Amaral Gómez
Mary Kiyonaga
Elisa Mailhos
Luis Maria Pineyrua
Nestor Cuñat Cerveró
João Paulo Cunha
Hamylton Pinheiro Padilha Júnior
Luís Inácio Lula da Silva
José Carlos da Costa Marques Bumlai
José Tadeu de Chiara

 

G1

Matérias Relacionadas

Geral

Governo prorroga presença das Forças Armadas na Amazônia Legal

Operação Verde Brasil vai até 6 de novembro na região
Governo prorroga presença das Forças Armadas na Amazônia Legal
Economia

Mega-sena pode pagar R$ 40 milhões neste sábado

Caso apenas um ganhador leve o prêmio da Mega-Sena e aplique todo o valor na Poupança, poderá receber aproximadamente R$ 69 mil apenas em rendimentos mensais.
Mega-sena pode pagar R$ 40 milhões neste sábado
Economia

Confira o calendário para saque em dinheiro do auxílio emergencial

Caixa anunciou cronograma de pagamentos que vai de julho a setembro
Confira o calendário para saque em dinheiro do auxílio emergencial
Saúde

Covid-19: Brasil registra 69,1 mil mortes e 1,75 milhão de casos

Há 632 mil pessoas em acompanhamento e 1.054.043 estão recuperadas
Covid-19: Brasil registra 69,1 mil mortes e 1,75 milhão de casos
Ver mais de Brasil