Caraguá
Previdência

Déficit previdenciário quase triplica em dez anos

06 Abr 2017 - 11h23

Os úmeros da Secretaria do Tesouro Nacional revelam o impacto negativo crescente nas contas públicas dos gastos do governo federal para financiar o déficit dos sistemas de previdência dos trabalhadores privados (Instituto Nacional do Seguro Social – INSS) e dos servidores civís e militares.




A conta da Previdência tem um ritmo de crescimento acelerado – a população idosa está aumentando. Benefícios e aposentadorias, não só do INSS, mas também dos servidores publicos federais consomem 54% do dinheiro do Orçamento, um gasto que cada vez mais tira dinheiro de outras áreas. Sem a reforma, o comprometimento do Orçamento chegará a 82% em dez anos, um desequilíbrio que se repete nos estados.



Somente nos últimos dez anos (entre 2007 e 2016), o déficit previdenciário quase triplicou – passou de R$ 82,11 bilhões em 2007 para R$ 230,13 bilhões em 2016 (2,8 vezes mais) – os dados são nominais, sem atualização monetária.



Em 2009, por exemplo, o déficit foi de R$ 89,86 bilhões (R$ 42,86 bilhões do INSS e R$ 47 bilhões dos sistemas próprios dos servidores civís e militares). Naquele ano, as contas do governo registraram um superávit primário (receitas com impostos superiores às despesas) de R$ 39,43 bilhões, ou seja, de menos da metade do valor do rombo previdenciário.



O resultado primário não considera os gastos com pagamento de juros da dívida pública.


G1

Matérias Relacionadas

Saúde

Covi-19: Ministro anuncia dose de reforço para profissionais de saúde

Aplicação extra ocorrerá a partir de seis meses da imunização completa
Covi-19: Ministro anuncia dose de reforço para profissionais de saúde
Geral

Gustavo Bardim participa da final do The Voice Kids neste domingo

Cantor guaramirense precisa do apoio da população, já que, o grande vencedor do reality show será decidido pelo público, através de votação pelo site GShow
Gustavo Bardim participa da final do The Voice Kids neste domingo
Esportes

CBF divulga tabela detalhada das semifinais da Copa do Brasil

Partidas de ida serão no dia 20 de outubro e volta ocorre no dia 27
Política

[Vídeo] Renan Calheiros e Jorginho Mello batem boca e trocam xingamentos na CPI

Senadores discutiram após relator da CPI afirmar que população tem a percepção de que governo Bolsonaro é corrupto
[Vídeo] Renan Calheiros e Jorginho Mello batem boca e trocam xingamentos na CPI
Ver mais de Brasil