dengue
Brasil

Cruzeiro bate Fluminense e volta a vencer no Brasileiro em jogo com 2 gols contra

26 Ago 2018 - 02h13
Com as atenções divididas entre Copa do Brasil, Libertadores e Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro enfim voltou a vencer. Após quatro tropeços, com duas derrotas e dois empates, o time superou o Fluminense por 2 a 1, na noite deste sábado, no Mineirão, em duelo válido pela 21ª rodada do Brasileirão e que teve dois gols contra - um para cada equipe.

Além das falhas dos defensores dos dois times, o jogo também ficou marcado pela torção no joelho direito sofrida pelo centroavante Pedro. A gravidade do problema ainda não foi diagnosticada, mas pode forçá-lo a ser cortado por Tite dos amistosos da seleção brasileira contra Estados Unidos e El Salvador em setembro.

O duelo também teve uma confusão fora do gramado, com a discussão entre os técnicos Mano Menezes e Marcelo Oliveira na área técnica. E isso se deu logo no jogo em que Mano se igualou a Marcelo como nono treinador que mais vezes dirigiu o clube mineiro - 169 partidas.

O confronto era importante porque os times estavam separados por apenas um ponto na classificação. Mas agora o Cruzeiro deslanchou, chegando aos 30 pontos, em sétimo lugar no Brasileirão, a quatro do rival Atlético Mineiro, o primeiro clube dentro da zona de classificação à próxima Libertadores. Já o Fluminense parou nos 26, em nono lugar.

O Cruzeiro, aliás, se distanciou dos primeiros colocados recentemente, pois não vencia desde a 14ª rodada. Agora, reabilitado, voltará a jogar na quarta-feira, quando receberá o Flamengo, no Mineirão, pelo jogo de volta das oitavas de final da Libertadores - venceu no Maracanã por 2 a 0. Já o Fluminense, sem compromissos no próximo meio de semana, voltará a jogar no domingo, pelo Brasileirão, diante do São Paulo, no Morumbi.

O JOGO - Apesar da proximidade do compromisso pela Libertadores, o técnico Mano Menezes dessa vez só poupou Léo, Egidio e Barcos. E foi um dos substitutos do trio que impulsionou o Cruzeiro nos minutos iniciais do duelo: Raniel, que havia ficado de fora dos dois duelos anteriores por desgaste. Novo xodó da torcida do clube mineiro, ele assustou Julio Cesar logo no começo do jogo e abriu o placar aos 14 minutos. O atacante sofreu falta após roubar a bola de Gum e desviou de cabeça a caprichada cobrança de falta de Arrascaeta.

Só que o Cruzeiro diminuiu o ritmo após abrir o placar. E o Fluminense, ainda que sem muita criatividade no meio-campo, conseguiu equilibrar o jogo e a ser perigoso, especialmente quando apostava em jogadas de velocidade no setor ofensivo. E acabou empatando em uma delas, mesmo que ainda não tivesse finalizado. Aos 25 minutos, Ayrton Lucas arrancou, passando por Lucas Romero e Dedé, antes de cruzar rasteiro. Henrique tentou o corte, mas mandou contra o próprio gol.

Assim, o primeiro tempo terminou empatado, mas com uma grande preocupação, pois Pedro, artilheiro do Brasileirão e recentemente convocado por Tite para seleção, sofreu torção no joelho direito nos instantes finais e deixou o campo com dificuldades para caminhar, não voltando mais após o intervalo no Fluminense, sendo substituído por Kayke, que fez a sua estreia pelo clube.

O Cruzeiro voltou melhor para o segundo tempo, ainda que ameaçasse o adversário em finalizações de fora da área, sendo que duas foram perigosas, com Thiago Neves e Lucas Silva. E também contando com o talento de Arrascaeta. O time ainda perdeu Raniel, sacado por desgaste físico, mas acabou sendo "premiado" com um gol contra. Aos 27 minutos, Egídio fez o cruzamento e Aytrton Lucas tentou o corte, mas empurrou a bola para a própria rede.

Em desvantagem novamente, o Fluminense até tentou se lançar ao ataque, mas não conseguiu ameaçar a meta defendida por Fábio. Além disso, passou a dar mais espaços para o Cruzeiro. Thiago Neves quase aproveitou, mas desperdiçou uma chance incrível nos minutos finais. Acabou, porém, não fazendo falta para o reabilitado time mineiro.

FICHA TÉCNICA:
CRUZEIRO 2 X 1 FLUMINENSE

CRUZEIRO - Fábio; Lucas Romero, Dedé, Murilo e Marcelo Hermes (Egídio); Henrique, Lucas Silva (Rafinha), Robinho, Thiago Neves e Arrascaeta; Raniel (Barcos). Técnico: Mano Menezes.

FLUMINENSE - Júlio César; Gilberto, Gum, Ibañez e Ayrton Lucas; Richard, Dodi, Jadson (Junior Dutra) e Sornoza (Danielzinho); Pedro (Kayke) e Matheus Alessandro. Técnico: Marcelo Oliveira.

GOLS - Raniel, aos 14, e Henrique (contra), aos 25 minutos do primeiro tempo. Ayrton Lucas, aos 27 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Rafael Traci (PR).

CARTÕES AMARELOS - Dedé, Marcelo Hermes, Henrique e Lucas Romero (Cruzeiro); Gum, Ibañez e Jadson (Fluminense).

RENDA - R$ 158.575,00

PÚBLICO - 11.453 pagantes (14.449 presentes).

LOCAL - Mineirão, em Belo Horizonte (MG).

Matérias Relacionadas

Política

Governador lidera comitiva em busca de novas parcerias com Portugal

A viagem está marcada entre os dias 8 e 14 de julho. O objetivo é fortalecer as relações entre o estado e o país europeu, explorando oportunidades de cooperação nas áreas de tecnologia, turismo e comércio
Governador lidera comitiva em busca de novas parcerias com Portugal
Esportes

Jaraguá Futsal vence Blumenau e continua no pelotão dos líderes da Liga Nacional

Com o resultado, o time jaraguaense figura na vice-liderança, com 24 pontos, mesmo número do Magnus que está na ponta pelo saldo de gols
Jaraguá Futsal vence Blumenau e continua no pelotão dos líderes da Liga Nacional
Geral

Ninguém acerta as seis dezenas na Mega-Sena nesse sábado

Prêmio para o próximo concurso será de R$ 53 milhões
Ninguém acerta as seis dezenas na Mega-Sena nesse sábado
Geral

Número de mortes por enchentes no RS aumenta para 176

Corpo não identificado foi encontrado em Venâncio Aires
Número de mortes por enchentes no RS aumenta para 176
Ver mais de Brasil