Futebol

Corinthians acerta venda de Pato ao Villarreal por mais de R$ 10 mi

26 Jul 2016 - 14h57
O diretor de futebol, Edu Ferreira, confirmou ao UOL Esporte que o acordo entre os dois clubes e o jogador foi praticamente fechado nesta segunda-feira (25).

Ainda não houve anúncio porque clube e jogador precisam formalizar a rescisão. Um documento da quebra de vínculo circulou nas redes sociais nesta segunda-feira, mas o advogado do jogador negou que a atitude já tenha sido tomada.

As conversas entre Corinthians e Villarreal começaram com a metade do valor que foi fechado. O time brasileiro havia estipulado 5 milhões de euros como meta, e os espanhóis se mostraram dispostos a pagar 1,5 milhão de euros. Na conversa desta segunda, o valor encontrado foi a melhor forma para agilizar o acordo.

Como só tinha mais cinco meses de contrato e 60% de direitos econômicos, o Corinthians teve pouca autonomia nas negociações de venda de Alexandre Pato. No Villarreal, ele foi pedido expresso do treinador Marcelino García e terá a oportunidade de atuar na próxima edição da Liga dos Campeões.

O valor arrecadado com a venda é de aproximadamente um quarto em relação ao que foi investido na compra dele, em 2013. Na ocasião, o Corinthians pagou pouco mais de R$ 40 milhões pela aquisição do atacante do Milan-ITA, além dos salários de R$ 800 mil mensais.

Com uma primeira temporada marcada por problemas de relacionamento e um pênalti batido com cavadinha que gerou eliminação contra o Grêmio, Pato foi emprestado para São Paulo e Chelsea nos últimos dois anos. Em janeiro, o atacante recusou oferta milionária para atuar na China e que havia sido aceita pelo Corinthians. Recentemente, ele teve nova proposta da Lazio-ITA, mas disse 'não'.

Fonte: UOL.

Matérias Relacionadas

Economia

Reforma da Previdência é promulgada pelo Congresso

Economia

Bolsonaro assina medida provisória que extingue o Dpvat

Geral

Grupo Malwee é reconhecido como uma das empresas mais sustentáveis do Brasil

O Grupo Malwee, uma das maiores empresas de moda do país, foi reconhecido pela segunda vez, como uma das empresas mais sustentáveis do Brasil pelo Guia Exame de Sustentabilidade 2019.
Grupo Malwee é reconhecido como uma das empresas mais sustentáveis do Brasil
Educação

MEC levará internet a 24,5 mil escolas públicas

De acordo com a pasta, isso significa que 56% das escolas públicas passarão a estar conectadas no país. A medida deverá beneficiar 11,6 milhões de estudantes
MEC levará internet a 24,5 mil escolas públicas
Ver mais de Brasil