GNet
Fiesc

Confiança do industrial de SC tem o melhor resultado desde 2013

21 Set 2016 - 12h59
A confiança do industrial catarinense registrou novo aumento em setembro. O índice atingiu 55,6 pontos e cresceu 4,5 pontos em relação ao mês anterior. Este é o melhor resultado desde março de 2013. O indicador de setembro também é superior à média histórica, iniciada em julho de 1999 (53,3 pontos). A pesquisa Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) foi realizada pela Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC) em conjunto com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), com 199 indústrias.

O cálculo do índice é feito por meio da opinião dos industriais sobre as condições econômicas atuais e as expectativas para os próximos meses. O índice varia no intervalo de 0 a 100. Acima de 50 pontos indica confiança e abaixo, falta de confiança na economia.

Para o presidente da FIESC, Glauco José Côrte, o novo crescimento do índice de confiança é uma ótima notícia, pois revela a existência de um ambiente mais favorável para a retomada da economia e, num segundo momento, dos investimentos. A volta da confiança é pré-condição para inversão da  tendência atual da economia, mas é importante observar que o dado está positivo (acima de 50 pontos) apenas no plano da expectativa para os próximos meses, alerta. “A avaliação dos industriais sobre as atuais condições da economia ainda não é favorável. Isso é confirmado pelos indicadores como produção e vendas, que seguem no vermelho”, diz.

O levantamento informa que as condições atuais da economia caminham para recuperação, mas ainda estão abaixo da linha divisória entre o otimismo e o pessimismo (46,6 pontos). As expectativas estão positivas pelo terceiro mês consecutivo e, neste mês, atingiram 60,1 pontos.

A confiança é maior entre os industriais do setor de transformação do que entre os da construção civil. O primeiro passou de 51,7 pontos em agosto para 56,7 pontos em setembro. O segundo ficou praticamente estável, passando de 48 pontos em agosto para 48,6 em setembro, abaixo, portanto, da linha divisória dos 50 pontos.

Resultado nacional: Os empresários brasileiros estão mais otimistas em relação ao desempenho da economia e das empresas nos próximos seis meses. O ICEI alcançou 53,7 pontos em setembro, um pouco abaixo do resultado registrado em Santa Catarina (55,6 pontos). Foi o quinto mês consecutivo de crescimento do indicador, que está 18 pontos acima do de setembro do ano passado, mostra pesquisa da CNI. Com o crescimento de 2,2 pontos em relação a agosto, o ICEI de setembro é o maior desde janeiro de 2014 e está muito próximo da média histórica, que é de 54,2 pontos. A confiança é maior nas empresas de grande porte, segmento em que o ICEI está em 55,7 pontos. Nas médias empresas, o indicador ficou em 52,9 pontos e, nas pequenas, em 50,5 pontos.

 

As informações são do

FIESC SC
GNet

Matérias Relacionadas

Saúde

STF suspende julgamento que proíbe demissão de não vacinados

A análise da portaria foi iniciada ontem em plenário virtual
STF suspende julgamento que proíbe demissão de não vacinados
Saúde

Rio Grande do Sul confirma caso de infecção pela variante Ômicron

Mulher voltou de viagem à África do Sul na semana passada
Rio Grande do Sul confirma caso de infecção pela variante Ômicron
Geral

WEG fornece Powertrain para ônibus elétrico da Marcopolo

Fabricação do ônibus Attivi reforça a capacidade da indústria nacional em transformar o Brasil em um player global de veículos de transporte urbano elétricos
WEG fornece Powertrain para ônibus elétrico da Marcopolo
Segurança

Criança pede socorro em prova: 'meu pai bate na minha mãe'

Menina de 13 anos que escreveu o pedido de ajuda está em um abrigo sob responsabilidade do Conselho Tutelar, junto com os três irmãos.
Criança pede socorro em prova: 'meu pai bate na minha mãe'
Ver mais de Brasil