Emprego

Concorrência por vagas de emprego é a maior em 7 anos

26 Ago 2016 - 12h37
A concorrência por uma vaga de emprego no Brasil aumentou e retornou a patamares de 2009. Segundo o indicador Catho-Fipe, na passagem de junho para julho houve queda de 12,3% no índice de vagas por candidatos, influenciado sobretudo pela piora no ritmo de geração de vagas. No acumulado de 2016 contra o acumulado 2015, o retrocesso foi de 31,3%.

Segundo a pesquisa, julho foi o 24º mês consecutivo de queda na comparação com mesmo mês do ano anterior – um recorde negativo para a série histórica do indicador.

O Índice de novas vagas de emprego caiu 11,3% em julho, interrompendo uma sequência de 4 meses consecutivos de alta e retornando a patamares do início de 2012 em termos de geração de emprego. O resultado acumulado de 2016 mostra queda de 3,6% em relação ao mesmo período de 2015.

Já o indicador de novas vacâncias caiu 11,2% em julho. Nos sete primeiros meses de 2016 a queda foi de 5,2%.

Dados do Ministério do Trabalho divulgados na quinta-feira (25) mostram que o Brasil perdeu 94.724 empregos com carteira assinada em julho. Foi o décimo 16º mês seguido de fechamento de vagas formais. O último mês com contratações acima das demissões foi março do ano passado, quando foram criados 19,2 mil postos de trabalho.

No acumulado de janeiro a julho, as demissões superaram as contratações em 623.520 vagas formais.

 

Informações do G1

Matérias Relacionadas

Economia

Entrega do Imposto de Renda com atraso tem multa a partir de hoje

Receita Federal recebeu 31.980.151 declarações
Entrega do Imposto de Renda com atraso tem multa a partir de hoje
Educação

Inscritos no Enem querem prova em maio de 2021

Inep fez enquete para escolha de data de aplicação da prova
Inscritos no Enem querem prova em maio de 2021
Política

Câmara pode votar hoje proposta que adia eleições deste ano

PEC foi aprovada na semana passada no Senado
Câmara pode votar hoje proposta que adia eleições deste ano
Geral

Senado aprova projeto de combate a notícias falsas

O texto segue para a Câmara dos Deputados.
Ver mais de Brasil