Lava-jato

Com Odebrecht, chegam a 16 os acordos de leniência motivados pela Lava Jato

23 Dez 2016 - 10h01

Desde o início das investigações da Operação Lava Jato, as empresas investigadas por participação no esquema de corrupção que atuava na Petrobras já firmaram pelo menos 16 acordos de leniência – nove com o Ministério Público Federal (MPF) e sete com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Na última quarta (22), Odebrecht e Braskem concluíram o acordo de leniência com o MPF e com órgãos dos Estados Unidos e da Suíça.




No acordo de leniência, as empresas e as pessoas envolvidas assumem a participação em um determinado crime e se comprometem a colaborar com as investigações, além de pagar multas, em troca de redução de punições.



O Cade explicou que os acordos firmados entre as empresas e o órgão dizem respeito à formação de cartel e são desdobramentos da Lava Jato. Nos acordos com o conselho, não há, inicialmente, a previsão da devolução de dinheiro por parte das empresas. Caso a empresa seja condenada posteriormente, existe a previsão do pagamento de multa.


G1

Matérias Relacionadas

Geral

Governo destinará R$ 500 milhões para proteger mata nativa da Amazônia

Programa Floresta+ começa com projeto-piloto no Norte do país
Governo destinará R$ 500 milhões para proteger mata nativa da Amazônia
Futebol

Fluminense avança e Vasco é eliminado da Taça Rio

Apesar da má atuação a equipe de Odair Hellmann garantiu a liderança do Grupo B
Fluminense avança e Vasco é eliminado da Taça Rio
Geral

Bolsonaro vai sobrevoar regiões atingidas por ciclone

O governador de Santa Catarina Carlos Moisés confirmou que vai decretar estado de calamidade pública no estado por conta dos estragos.
Bolsonaro vai sobrevoar regiões atingidas por ciclone
Saúde

Covid-19: país tem 61,8 mil mortes e 1,49 milhão de casos confirmados

Até o momento, 852 mil pessoas se recuperaram da doença
Covid-19: país tem 61,8 mil mortes e 1,49 milhão de casos confirmados
Ver mais de Brasil