Eleições

Câmara tem semana decisiva para Eduardo Cunha

11 Jul 2016 - 11h45
Depois de um fim de semana de intensas articulações, a Câmara dos Deputados deve escolher o sucessor de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) na presidência da Casa. Depois de divergirem com relação à data do pleito, líderes partidários e o presidente em exercício da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), acordaram que a eleição deve ser realizada na noite da próxima quarta-feira (13).

No Senado, os autores da denúncia contra a presidente afastada Dilma Rousseff devem entregar, na terça, as alegações finais da fase intermediária do processo de impeachment à comissão especial que analisa o caso. Na quarta, começa a contar o prazo de 15 dias para a entrega das alegações da defesa.

Além disso, os senadores podem votar propostas polêmicas, como a que atualiza a legislação sobre crimes de abuso de autoridade.

Eleição na Câmara
Com a renúncia de Eduardo Cunha, na quinta-feira passada (7), a Câmara tem até cinco sessões para escolher um novo presidente. O eleito comandará a Casa em um mandato-tampão até fevereiro, quando novas eleições serão convocadas.

 

 

G1

Matérias Relacionadas

Economia

Mega-Sena acumula e deve pagar R$ 40 milhões no sábado

Mega-Sena acumula e deve pagar R$ 40 milhões no sábado
Saúde

Ministério da Saúde descarta suspeita de coronavírus em Santa Catarina e afirma que não há casos da doença no Brasil

Segundo o Ministério da Saúde, os coronavírus são uma grande família viral que causa infecções respiratórias em seres humanos e em animais
Ministério da Saúde descarta suspeita de coronavírus em Santa Catarina e afirma que não há casos da doença no Brasil
Segurança

Lei anticrime entra em vigor hoje

Projeto foi sancionado pelo governo em 24 de dezembro de 2019
Educação

Mais de 990 mil estudantes já se inscreveram no Sisu

O período para inscrições fica aberto até as 23h59 de domingo (26)
Mais de 990 mil estudantes já se inscreveram no Sisu
Ver mais de Brasil