Imobiliária Coralli
Olimpíada

Brasileira perde e encerra participação histórica no tiro com arco nas oitavas

11 Ago 2016 - 15h48
Esta foi a primeira vez que o Brasil se colocou entre os 16 melhores de uma Olimpíada no tiro com arco. A melhor marca até então era de Renato Emilio, em 1980, em Moscou, quando foi 24º colocado.

Ane Marcelle até conseguiu dois pontos na disputa, empatando dois sets contra a britânica. Folkard, contudo, venceu por 6 a 2, levando a primeira parcial e a quarta, quando a brasileira acabou atrapalhada pelo vento e somou apenas três pontos com uma de suas flechas.

"Estou muito orgulhosa de mim, tracei um objetivo e consegui conquistar, que era chegar até as oitavas de final. Deu uma rajada muito forte, tentei ser mais forte do que o vento, mas ele acabou levando a flecha. Estou muito feliz", disse a atleta após a disputa.

No início da semana, quando Ane Marcelle avançou, Daniel Xavier, Bernardo Oliveira, Marcus Vinicius D'Almeida, Sarah Nikitin (todos na terça) e Marina Gobbi (segunda) também se despediram dos Jogos.










Matérias Relacionadas

Geral

Rio não terá desfile de blocos de rua no carnaval de 2021

Sem vacina contra covid-19, evento é inviável, dizem especialistas
Rio não terá desfile de blocos de rua no carnaval de 2021
Economia

Ministra da Agricultura diz que nova safra pode reduzir preço do arroz

Tereza Cristina disse que a pandemia desequilibrou o mercado de grãos
Ministra da Agricultura diz que nova safra pode reduzir preço do arroz
Economia

Auxílio Emergencial: Caixa abre ciclo 4 de pagamentos

Beneficiários de janeiro e do Bolsa família recebem mais uma parcela
Auxílio Emergencial: Caixa abre ciclo 4 de pagamentos
Economia

Jaraguá fecha setembro com saldo positivo de 650 vagas de emprego abertas

Praticamente 90% foi gerado pela indústria
Jaraguá fecha setembro com saldo positivo de 650 vagas de emprego abertas
Ver mais de Brasil