Caraguá
Olimpíada

Brasil até joga bem, mas não supera a Rússia e perde no polo feminino

11 Ago 2016 - 15h52
Apesar da diferença no marcador, o Brasil tem motivos para lamentar o resultado, pois conseguiu fazer uma partida equilibrada em boa parte do jogo. No primeiro quarto, inclusive chegou a ficar na frente, vencendo por 4 a 2. A partir do segundo quarto, o jogo físico intenso das russas prevaleceu, quando conseguiram chegar ao empate em 4 a 4.

 

As brasileiras já encontravam mais dificuldade para arremessar, especialmente Izabella Chiappini, autora de quatro gols e destaque ofensivo da equipe, e com isso a Rússia foi encontrando espaço para poder ampliar a vantagem. No terceiro quarto, a Seleção esboçou uma reação, mas não conseguiu impedir que as russas seguissem em vantagem. O último quarto, já cansadas, as brasileiras foram atropeladas pela Rússia, que foi fazendo gol atrás de gol..

 

No sábado, diante da fortíssima Austrália, dificilmente o Brasil escapará de uma derrota e com isso, terminará em quarto lugar no grupo, tendo a ingrata tarefa de pegar o primeiro colocado da outra chave, possivelmente os EUA.

Matérias Relacionadas

Saúde

Conselhos de secretários de Saúde defendem vacinação de adolescentes

Sociedade Brasileira de Imunizações também defende vacinação
Conselhos de secretários de Saúde defendem vacinação de adolescentes
Economia

Caixa reduz juros do crédito habitacional na modalidade poupança

Banco reduziu parte fixa da parcela de 3,35% para 2,95% ao ano
Caixa reduz juros do crédito habitacional na modalidade poupança
Saúde

Anvisa não recomenda mudar orientação sobre vacinação de adolescentes

Ministério da Saúde suspendeu orientação para a vacinação
Anvisa não recomenda mudar orientação sobre vacinação de adolescentes
Saúde

Covid-19: ministro destaca eventos adversos em adolescentes vacinados

Queiroga explica revisão de recomendação sobre vacinas de covid-19
Covid-19: ministro destaca eventos adversos em adolescentes vacinados
Ver mais de Brasil