Unimed - Capa
Olimpíada

Bellucci derrota número 13 do mundo e agora pega Nadal

11 Ago 2016 - 20h01
Vale lembrar que Bellucci havia perdido para Goffin neste ano. A derrota, por duplo 6/4, aconteceu em janeiro, no primeiro torneio do brasileiro neste ano, em Brisbane, na Austrália. Agora, com a vitória, o confronto geral entre os dois tenistas está empatado com dois triunfos para cada lado.

"Estou muito feliz com o nível de jogo que tenho apresentado. Foram três jogos duros que passei com certa facilidade. Talvez o jogo contra o Nadal seja o mais importante da minha vida", disse Belluci, antes de completar. "Não muda nada (jogar contra Nadal). Ele é um cara muito forte, mas não muda nada para mim".

Com Rafael Nadal na quadra principal – venceu o francês Gilles Simon -, metade da arquibancada da quadra 1 estava vazia. Mas nem por isso a torcida brasileira deixou de incentivar Bellucci. Vibrando a cada ponto conquistado, eles ainda colocaram no belga o apelido de Michel Teló e ficavam gritando: “coloca o Teló para correr.”

1º set: vento e torcida empurram Bellucci a virar


Com muitos erros, Bellucci cedeu uma quebra de saque ao belga logo no terceiro game do jogo. Estava pior nas trocas de fundo e ainda cometeu uma dupla-falta no ponto decisivo da parcial.

No quinto game, o brasileiro ficou em grande desvantagem, com três pontos de quebra a favor de Goffin. A quebra parecia certa. No entanto, Bellucci passou a sacar melhor, teve uma reação espetacular com cinco pontos seguidos e confirmou seu serviço.

Além da torcida, que empurrou muito o brasileiro, Bellucci também contou com a ajuda do vento durante vários momentos da partida. Com um vento lateral muito forte, diversas bolas do belga foram “tiradas” da linha em momentos importantes do jogo.

No décimo game, com 5 a 4 na parcial, Bellucci precisava quebrar Goffin para seguir vivo no set. E conseguiu. Agressivo, o brasileiro sufocou o rival com golpes firmes no fundo, devolveu a quebra e levantou a torcida nas arquibancadas.

O momento era todo do brasileiro, mas Bellucci voltou a mostra inconstância na partida. Apesar de incomodar o belga com seu forehand, deixou a desejar no backhand e levou mais uma quebra. Na sequência, no entanto, cresceu novamente e devolveu a quebra de serviço, levando a partida para o tie-break.

Goffin apostou em seu estilo paciente, sem agredir o brasileiro, raramente arriscando um winner (bola vencedora). Praticamente devolvia bolas e esperava um erro não forçado do brasileiro. Que quase não aconteceu. Com confiança, Bellucci encurralou o belga e conseguiu fechar o primeiro set, muito disputado, por 7 a 6 (12/10 no tie-break), em 1h10.

Bellucci mantém regularidade e supera Goffin


Considerado um atleta de altos e baixos, Bellucci se manteve em alta após a virada do primeiro set. Depois de trocar seis games com Goffin, o brasileiro conseguiu manter o ritmo e quebrou o serviço do rival na sétima parcial (4/3). Desconcentrado, o belga errou muitas bolas, isolando várias para longe da quadra do brasileiro.

No décimo e decisivo game, Bellucci teve trabalho para confirmar o serviço. Goffin chegou a ter uma chance de quebra de serviço, mas o brasileiro se recuperou bem, empatou o game, conseguiu a vantagem e, com uma bela subida até a rede, cravou a vitória com um belo voleio curto.

Fonte: UOL.

Matérias Relacionadas

Economia

Santa Catarina gera mais de 32 mil empregos, melhor outubro da história

No acumulado do ano, Santa Catarina apresenta o melhor desempenho entre todos os estados, com um saldo de 35.210 carteiras assinadas.
Santa Catarina gera mais de 32 mil empregos, melhor outubro da história
Geral

IBGE: esperança de vida do brasileiro aumentou 31,1 anos desde 1940

A expectativa de vida do homem é de 73,1 anos e a da mulher de 80,1
IBGE: esperança de vida do brasileiro aumentou 31,1 anos desde 1940
Geral

Covid-19: ANTT define novas medidas para o transporte interestadual

Resoluções valem apenas para o transporte rodoviário
Saúde

Hemocentros se unem em campanha no Dia Nacional do Doador de Sangue

Pandemia reduziu doações em 50% em algumas regiões
Hemocentros se unem em campanha no Dia Nacional do Doador de Sangue
Ver mais de Brasil