Caraguá
IBGE

Autoriza nomeação de 600 aprovados em concurso do IBGE

24 Ago 2016 - 12h39
São 50 vagas para tecnologista de informações geográficas e estatísticas (nível superior), 90 para analista de planejamento, gestão e infraestrutura em informações geográficas e estatísticas (nível superior) e 460 para técnico em informações geográficas e estatísticas (nível médio).

O concurso registrou mais de 511 mil candidatos inscritos, sendo mais de 476 mil somente para as vagas de nível médio. A seleção foi autorizada pela portaria nº 302, de 24 de julho de 2015.

O total da remuneração bruta poderá chegar a R$ 7.662,49 para os servidores sem titulação, a R$ 8.055,41 para quem possui certificado de especialização, a R$ 8.448,33 para quem tem título de mestre e a R$ 9.396,88 para título de doutor.

Das 140 vagas, 118 são para o Rio de Janeiro e 22 para os seguintes estados: Amazonas, Amapá, Bahia, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo, além do Distrito Federal.

A autorização foi dada pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), por meio da portaria nº 241, foi publicada no "Diário Oficial da União" desta quarta-feira (24). Informações são da assessoria do IBGE.

Matérias Relacionadas

Geral

Prazo para prova de vida de servidores aposentados acaba dia 30

Comprovação deve ser feita no banco onde beneficiário recebe dinheiro
Prazo para prova de vida de servidores aposentados acaba dia 30
Educação

UniSociesc amplia portfólio de pós-graduação de seis meses

A partir de agora serão ofertados 32 cursos lato sensu nesta modalidade em oito áreas do conhecimento
UniSociesc amplia portfólio de pós-graduação de seis meses
Saúde

Campanha foca em conversa com família para aumentar doação de órgãos

Em 2020, recusa à doação de órgãos por parentes ficou em 37,8%
Campanha foca em conversa com família para aumentar doação de órgãos
Política

Empresário Luciano Hang deve depor na CPI da Covid

Em comunicado, o empresário afirmou que desde o princípio defendeu que era preciso cuidar da saúde sem descuidar da economia
Empresário Luciano Hang deve depor na CPI da Covid
Ver mais de Brasil