Delivery Much
Catarinense

Argelino Djamel Haimoudi é o escolhido para apitar Brasil x Holanda

11 Jul 2014 - 11h41
A Fifa  escolheu o árbitro responsável por conduzir o duelo entre Brasil e Holanda, partida que define o terceiro lugar da Copa do Mundo. Trata-se do argelino – e enfermeiro – Djamel Haimoudi, que se torna o primeiro africano a atuar em tal estágio do torneio. Esta será sua a quarta partida em solo brasileiro.

Haimoudi ficou marcado na Copa pelo pênalti duvidoso marcado no duelo entre Austrália e Holanda, em Porto Alegre-RS, válido pela primeira fase. Na ocasião, o argelino acusou que o defensor europeu Janmaat cortou um cruzamento com a mão. A polêmica rendeu o gol do capitão Jedinak, mas não evitou o triunfo da Laranja Mecânica, pelo placar de 3 a 2.

Adiante, o enfermeiro conduziu o empate sem gols entre Costa Rica e Inglaterra e a vitória dramática da Bélgica sobre os Estados Unidos, na prorrogação. Tal encontro, decidido ao longo de 120 minutos, foi o único apitado pelo africano na fase eliminatória de 2014.

No currículo, o árbitro de 43 anos soma duas partidas da Copa das Confederações (2013), um Mundial do Clubes (2012). Foi dele também a condução da final da última Copa Africana de Nações, entre Nigéria e Burkina Faso. Na ocasião, melhor para as Águias, que venceram por 1 a 0.
Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Saúde

Fiocruz admite possível atraso na produção da vacina

Fundação aguarda confirmação de envio de ingrediente
Fiocruz admite possível atraso na produção da vacina
Economia

Bancos Inter, Itaú e Caixa lideram ranking de reclamações ao BC

São consideradas instituições com mais de 4 milhões de clientes
Saúde

Vacinação contra a covid-19 começa em todo o país

Ministério da Saúde distribuiu 6 milhões de doses do imunizante
Vacinação contra a covid-19 começa em todo o país
Saúde

Saúde alerta sobre ligações e SMS falsos de cadastro para vacinação

Ministério já fez alerta em nota e nas redes sociais oficiais
Saúde alerta sobre ligações e SMS falsos de cadastro para vacinação
Ver mais de Brasil