Imobiliária Coralli
Economia

Anatel propõe mudar cálculo de reajustes de telefonia fixa

11 Nov 2016 - 11h29
A nova metodologia de cálculo do Fator de Transferência X foi apresentada na quinta-feira (10) e vai passar por consulta pública por 45 dias.

O chamado Fator X é um índice que considera os ganhos de produtividade das empresas. Todos os anos, as tarifas do plano básico de telefonia fixa são corrigidas pelo Índice dos Serviços de Telecomunicações. A partir desse valor, o Fator X é descontado. Por isso, quanto maior é o ganho de produtividade das concessionárias, maior vai ser o Fator X, e, consequentemente, o reajuste que é aplicado às tarifas vai ser menor.
Uma das principais propostas de mudança é não considerar os dados de produtividade do serviço de banda larga fixa no cálculo do índice, o que pode fazer com que o Fator X seja menor. A proposta também sugere que o cálculo seja feito individualmente por concessionária e, dessa forma, não seja mais um valor único para todas as empresas. Outra mudança proposta é a de fazer o cálculo do Fator X todo o ano, e não apenas a cada cinco anos, como acontece atualmente. Também será preciso considerar os processos de incorporações societárias das operadoras no cálculo do Fator X.

Reportagem, Bruna Goularte - Agência do Rádio

Matérias Relacionadas

Economia

Confiança do comércio volta ao patamar de otimismo após 6 meses

No comparativo anual, a queda foi de 15,1%
Confiança do comércio volta ao patamar de otimismo após 6 meses
Política

Bolsonaro faz mudança em cargos do gabinete pessoal e Secretaria-Geral

Decretos foram publicados hoje no Diário Oficial
Bolsonaro faz mudança em cargos do gabinete pessoal e Secretaria-Geral
Economia

BC aprova 762 instituições para ofertar o Pix a partir de novembro

Bancos, financeiras, fintechs poderão oferecer novo sistema
BC aprova 762 instituições para ofertar o Pix a partir de novembro
Economia

Caixa libera saques do auxílio para 3,8 milhões de beneficiários

Também foi liberada parcela para beneficiários do Bolsa Família
Caixa libera saques do auxílio para 3,8 milhões de beneficiários
Ver mais de Brasil