Piermann
IBGE

Greve dos caminhoneiros provocou queda generalizada nas indústrias do país, aponta IBGE

12 Jul 2018 - 22h00

Com a greve que durou 11 dias, a produção nacional teve queda de 10,9% na comparação com o mês anterior, o pior resultado desde dezembro de 2008, quando o recuo havia sido de 11,2%.

ECED


A produção recuou em 14 dos 15 locais pesquisados pelo instituto. Bernardo Almeida, analista de pesquisa do IBGE, explica como a greve dos caminhoneiros provoca essa brusca queda na indústria.

“Isso devido aos efeitos da paralisação dos caminhoneiros, tanto no inicio da cadeia produtiva, seja pela falta de abastecimento de matérias-primas ou de insumos; ou no final da cadeia produtiva que seria o não escoamento da produção estocada.”

Os estados que apresentaram recuo mais acentuado na produção industrial foram registradas em Mato Grosso, com saldo negativo de 24,1%, seguido de Paraná, com 18,4%, e Bahia e Santa Catarina com menos 15%. São Paulo e Rio Grande do Sul também obteve perdas mais intensas que a média nacional, atingindo menos 11,4% e 11%, respectivamente.

O analista Bernardo Almeida aponta porque que o Mato Grosso obteve a maior variação entre os estados.

“O Mato Grosso tem uma cadeia produtiva focado no setor de alimentos e como alimento foi um dos setores mais afetados pela paralisação, ele teve um forte impacto na indústria mato-grossense e essa variação foi a queda mais intensa da série do Mato Grosso.”


O estado do Pará foi o único a apresentar um desempenho positivo na indústria, com alta de 9,2% da produção na comparação com abril.

O IBGE ainda apontou que, além da greve dos caminhoneiros, outro fato que influenciou no resultado negativo foi o efeito-calendário, já que maio de 2018 teve 21 dias úteis e maio de 2018, 22 dias úteis.

Reportagem, Juliana Gonçalves / Agência Rádio Mais

Odontocap

Matérias Relacionadas

Seleção brasileira

Com desfalques, Brasil faz amistoso com o Uruguai em Londres

Essa será a penúltima apresentação do time comandado pelo técnico Tite em 2018. E a promessa é de jogão, isso porque o Brasil terá o Uruguai pela frente, em amistoso que será disputado em Londres.
Com desfalques, Brasil faz amistoso com o Uruguai em Londres
Governo Federal

Lorenzoni bate martelo e diz que governo de Bolsonaro terá Ministério da Cidadania

Expectativa

Sete em cada 10 pequenos empreendedores acreditam que 2019 será melhor para os negócios

Pesquisa feita pelo Sebrae com mais de 5,8 mil empresários aponta que a corrupção foi um dos principais fatores que prejudicaram seus negócios em 2018
Ver mais de Brasil